EXIT- BRASIL Centro de Estudos e Documentação sobre Eutanásia
QUEM SOMOS
WHO WE ARE
WER WIR SIND
COMO ASSOCIARSE
JOIN US
M I TG L I E D
O TESTAMENTO BIOLÓGICO
LIVING WILL
PATIENTENVERFÜGUNG
EXIT-ITALIA
LINKS
DOCUMENTS
FILMS
 

EXIT

BRASIL

Centro de Estudos e Documentação
sobre Eutanásia
www.exit-BRASIL.org

E-mail: exit-italia@fastwebnet.it

Tel: 0039/011-7707126 - 0039/330512712





Parlamento aprova lei da eutanásia, que segue para Belém na próxima semana
O Presidente da República tem oito dias para decidir se envia para o Tribunal Constitucional. CDS já prometeu que fará tudo para que o diploma seja considerado inconstitucional. Bloco disse que esta lei podia ter o nome de quem lutou por ela ou de quem a redigiu, mas apelidou-a de “lei João Semedo”.
Maria Lopes publico.pt 29 de Janeiro de 2021, 14:35

CDS travou eutanásia e lei já não chega a Belém na campanha eleitoral Conteúdo exclusivo
Telmo Correia argumenta que tema não deve ser votado em véspera de eleições e que precisa de mais tempo de ponderação na sociedade portuguesa. E recusa “ajuda” a Marcelo.
Maria Lopes 14 de Janeiro de 2021, 19:49

Parlamento aprova legalização da eutanásia
O parlamento aprovou esta sexta-feira, em votação final global, a despenalização da morte medicamente assistida.
Parlamento de Portugal aprova legalização da eutanásia
Legislação necessita sanção do presidente, que pode vetar ou encaminhá-la a Tribunal Constitucional português. País poderá se tornar quarto da Europa a legalizar a morte assistida, apesar da oposição da Igreja Católica.
Parlamento disse 'sim' à eutanásia
Parlamento disse 'sim' à eutanásia
Parlamento aprova lei para despenalização da eutanásia
Se Marcelo promulgar lei, Portugal será o quarto país na Europa, e o sétimo no mundo, a despenalizar a morte medicamente assistida.
O parlamento aprovou esta quinta-feira, em votação final global, a despenalização da morte medicamente assistida, depois de uma tentativa de adiamento à última hora, e sem sucesso, feita pelo PSD.
Face às regras sanitárias devido da epidemia de covid-19, e para evitar que estejam muitos deputados no hemiciclo ao mesmo tempo, a votação decorreu em três tempos, por grupos de deputados.
A lei segue, dentro de dias, para decisão do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que pode vetar, enviar para o Tribunal Constitucional ou promulgar.
Se o Presidente promulgar a lei, Portugal será o quarto país na Europa, e o sétimo no mundo, a despenalizar a eutanásia.
A lei prevê, nomeadamente, que só podem pedir a morte medicamente assistida, através de um médico, pessoas maiores de 18 anos, sem problemas ou doenças mentais, em situação de sofrimento e com doença incurável.
136 deputados votaram a favor deste documento, 78 votaram contra e houve 4 abstenções. Correio da Manhã

Eutanásia. Bispos portugueses manifestam “tristeza e indignação” com aprovação da lei

Eutanásia aprovada no parlamento. Presidente não pode impedir